'Jovem' Alemanha respondeu bem à pressão, destaca Fifa

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Muitos se perguntavam se a mais jovem Alemanha dos últimos 76 anos poderia sentir a pressão de ter que vencer a perigosa seleção de Gana para conseguir a classificação às oitavas de final. Mas a equipe bateu os africanos por 1 a 0, nesta quarta-feira, e garantiu a primeira colocação do Grupo D.

O feito rendeu elogios da Fifa, que reconheceu que o time comandado pelo técnico Joachim Löw soube suportar a pressão de jogar para evitar a eliminação precoce. Para o meia Sami Khedira, os alemães estavam determinados a vencer para conseguir chegar às oitavas como líderes da chave.

"Merecemos a vitória. No geral, foi um bom desempenho , embora estivéssemos fora de ritmo no começo, o que incentivou Gana", disse ao site da Fifa.

Löw disse que viu os jovens lutando para lidar contra a pressão, mas que estava contente com o resultado positivo. Já o atacante Cacau, brasileiro naturalizado alemão, ressaltou as dificuldades do confronto, mas que no final, tudo deu certo.

"Foi difícil às vezes, mas meu trabalho era ajudar a equipe. Felizmente, tudo deu certo", disse o atacante, que afirmou não ter perguntado sobre a partida entre Austrália e Sérvia, que também lutavam por uma vaga nas oitavas. "Não, nós estávamos totalmente focados em nosso próprio jogo, e isso era o melhor", disse.

Nas oitavas de final, os alemães enfrentam os ingleses, no próximo domingo, em Bloemfontein. O vencedor deste confronto pega o ganhador de Argentina e México nas quartas de final.