Jornais destacam "naufrágio" e vergonha da Itália no Mundial

Portal Terra

JOHANNESBURGO - A eliminação da Itália na primeira fase da Copa do Mundo pode ser resumida em somente duas palavras: "naufrágio" e "vergonha". Foram estes os destaques dados pela imprensa do país logo após a derrota por 3 a 2 para a Eslováquia.

Principal jornal esportivo do país, a Gazzetta dello Sport ressaltou a volta para casa da seleção. "Volta para casa com vergonha" é a manchete usada pela publicação, que destaca uma foto de Cannavaro lamentando o terceiro gol eslovaco. A lamentação de Marcello Lippi também ganha destaque: "Assumo toda a responsabilidade", disse o treinador.

Vergonha também é o destaque escolhido pelo Corriero dello Sport. De acordo com o jornal, a eliminação foi melancólica. "Eliminada e última do grupo!", diz a manchete do jornal, que lembra que o país não deixava a Copa do Mundo na primeira fase desde 1974, no Mundial da Alemanha.

Outro jornal italiano, o La Stampa, coloca como "naufrágio" a derrota da equipe de Lippi para a Eslováquia. No entanto, lamenta o "gol anulado" no segundo tempo. "A pressão no final foi inútil", reclama o jornal.

Outra unanimidade entre os jornais italianos foi o futebol feio apresentado pela seleção italiana. O Corriere della Sera destaca a "derrota incontestável" para a Eslováquia. "Tomamos três e voltamos para casa", noticia a publicação. Para o La Repubblica, a Itália "nunca jogou de forma tão feia". Além disso, atuou "pior do que contra a Nova Zelândia" e nem a estreia de Pirlo foi suficiente.