Espanhóis lamentam má sorte e dizem que "objetivo está intacto"

Portal Terra

JOH - A inesperada derrota para a Suíça não tirou as esperanças dos espanhóis de conquistar de forma inédita a Copa do Mundo. A imprensa do país ressaltou nesta quinta-feira que a equipe vermelha não atuou mal e atribuiu a derrota por 1 a 0 à falta de sorte e à arbitragem do inglês Howard Webb.

Principais diários esportivos de Madri, o Marca e o As consideraram o gol de Gelson Fernandes irregular, pois apenas Piqué estava atrás da linha do jogador quando a bola rebateu em Casillas e sobrou para o meio-campista balançar as redes.

Ambos ainda destacaram a mesma declaração do técnico Vicente Del Bosque, que cobrou que o elenco "se rebele" em busca de vitórias sobre Honduras, em 21 de junho, e Chile, no dia 25. A primeira publicação ainda falou em "má sorte", já que os espanhóis desperdiçaram "nove ocasiões claras" de marcar, e cravaram: "ainda somos os melhores dos mundos". Já a segunda apontou que o "objetívo (de faturar o título) segue intacto".

A necessidade de "reação" também esteve nesta quinta na capa do jornal catalão El Mundo Deportivo. Também de Barcelona, o Sport preferiu dar mais espaço à possível volta do meia Cesc Fabregas ao principal clube da cidade, mas também falou sobre o Mundial, escrevendo que após a "derrota incrível" a seleção "não pode mais falhar".

O diário El País, o mais vendido da Espanha, também não se desesperou com a vitória da Suíça. Embora tenha admitido a existência do "risco de que se inflame o velho fatalismo que já parecia enterrado", devido ao histórico modesto da equipe em Copas do Mundo, a publicação analisou que resultados como o de quarta-feira podem ser "didáticos", com um efeito benéfico de "remédio" visando a continuação do torneio.