Diabinhas e bandas coreanas rivalizam com cânticos contra Pelé

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Cada torcida com um estilo próprio, sul-coreanos e argentinos rivalizam na entrada do Estádio Soccer City, local da partida entre as seleções dos dois países nesta quinta-feira, às 8h30 (de Brasília), pela segunda rodada do Grupo B da Copa do Mundo da África do Sul.

Pelo lado sul-coreano, muitas bandinhas animam o público em Johannesburgo. Algumas têm integrantes sul-africanos nos instrumentos e a comunicação é feita por meio de gestos.

Entre as mulheres, muitas usam chifrinhos que simbolizam o diabo vermelho, espécie de mascote da seleção sul-coreana. "Vamos infernizar os argentinos", promete a mais animada das torcedoras.

Pelo lado argentino, os tradicionais "cantitos" ecoam pelos corredores do estádio sul-africano. Mas engana-se que eles são de apoio ao atual time ou ao craque Lionel Messi.

"Maradona é maior que Pelé" é a música mais cantada pelos torcedores, manifestando apoio ao treinador da seleção em mais uma briga com Pelé. Na última quarta, Maradona falou para o rival voltar para o museu.