Titular da meta americana treina para a partida diante da Eslovênia

Portal Terra

PRETORIA - O goleiro americano Tim Howard surpreendeu a todos ao afirmar, nesta quarta-feira, que não gosta de jogar em sua posição. O jogador do Everton foi além e disse que não aprecia o futebol de maneira geral.

"Sabe, eu era uma criança muito hiperativa, e ainda sou um adulto hiperativo. Minha mãe queria que eu saísse de casa, então me colocou no basquete, baseball e futebol. O futebol meio que me prendeu", afirmou Howard.

Quando perguntado se sempre jogou na posição, o titular da meta americana não hesitou na resposta. "Sabe de uma coisa? Eu não gosto de ser goleiro, até hoje não gosto. Não gosto muito dos jogos. Gosto do clima após os jogos, mas não gosto do momento em que ele acontece, é muito intenso", afirmou.

Howard, que já atuou pelo Manchester United, não é um fã dos momentos que antecedem uma partida. "Meus nervos ficam à flor da pele. Não gosto da exposição. Odeio os dias anteriores às partidas, fico pensando muito nisso. Anseio pelo momento do apito, porque lá você irá fazer apenas o que sabe, é tudo instintivo. Você não pensa muito", afirmou.

Para completar, Howard afirmou que gostaria de jogar em outra posição. "Eu gostaria de jogar de volante. Cortando as jogadas e servindo os jogadores mais habilidosos. Na adolescência joguei em uns 5 ou 6 times na linha", concluiu o goleiro.

Os EUA enfrentarão a Eslovênia, dia 18, pela segunda rodada. Completam o Grupo C, Inglaterra e Argélia.