Na África, prefeito de Londres busca exemplos para Olimpíada

Tarian Chaud, Portal Terra

CIDADE DO CABO - Boris Johnson, prefeito de Londres, chegou à Cidade do Cabo nesta quarta-feira com diversas missões. A principal delas é observar o modelo de organização dos sul-africanos na Copa do Mundo e ver o que poderá ser aproveitado na Olimpíada de 2012.

"Acho muito interessante a ideia de ter locais designados somente para festas. Além disso, me impressionei com comportamento dos voluntários. São coisas que vi aqui até agora e que podemos implantar nos Jogos Olímpicos", explicou o governante, que acompanhará a partida entre Inglaterra e Argélia, na próxima sexta-feira, no Estádio Green Point.

Johnson elogiou muito a estrutura apresentada pela África do Sul, mas afirmou que há uma coisa que não quer ver em Londres daqui a dois anos. "A vuvuzela acho que não iremos copiar. É barulho demais, mas veremos se alguém me convence", brincou o político, que tocou a tradicional corneta sul-africana com certa desenvoltura.

Sobre a seleção inglesa, o prefeito se mostrou otimista. Ele vê o time comandado por Fabio Capello com grande chances de ir longe na Copa da África do Sul. "Confio no técnico e nos jogadores. Empatamos na estreia, mas mostramos um ótimo futebol coletivo. Podemos chegar à final", avaliou.

Johnson aproveitará ainda a passagem pela terra da Copa para promover a candidatura da Inglaterra à sede do Mundial de 2018. "Estou aqui para mostrar ao mundo que os ingleses estão mais preparados do que qualquer outro povo para receber o maior evento do futebol em 2018. Ninguém ama futebol mais do que nós", afirmou.