Seguranças fazem greve diante do estádio do jogo do Brasil

Agência AFP

JOHANNESBURGO - Centenas de agentes de segurança particular iniciaram uma greve nesta terça-feira antes da partida entre Brasil e Coreia do Norte no estádio Ellis Park de Johannesburgo por questões salariais, constatou um jornalista da AFP.

Os funcionários de segurança do estádio são empregados da empresa Stallion, que já teve parte de seu pessoal paralisado nos estádios de Durban (sudeste) e da Cidade do Cabo (sudoeste) nas últimas 48 horas.

O jogo entre Brasil e Coreia do Norte (grupo G) começa às 20h30 (15h30 de Brasília).

"A empresa recebeu muito dinheiro da Fifa e nós, migalhas", declarou à AFP um dos grevistas, que pediu para não ser identificado.

Para impedir tumultos nos estádios da Cidade do Cabo e de Durban, a polícia assumiu o controle das operações até última ordem.

Nesta terça-feira, ela fazia também a segurança em torno do Ellis Park, localizado em um bairro pobre do centro de Johannesburgo.

"Não queremos que a polícia nos substitua", disse um dos manifestantes.