Holanda proíbe Twitter após polêmica com marroquinos

Portal Terra

JOHANNESBURGO - O atacante Elijero Elia causou polêmica na Holanda. Um insulto do jogador do Hamburgo à população marroquina publicado no Twitter fez com que o uso da ferramenta fosse proibido por sua seleção durante a Copa do Mundo da África do Sul.

Em um vídeo transmitido na internet pelos jogadores da Holanda, Elia aparecia brincando no computador na companhia do jovem Ryan Babel, do goleiro reserva Michael Vorm e de outros companheiros. Quando um usuário ofendeu a sua mãe via Twitter, o atleta respondeu: "Câncer marroquino".

A comunidade marroquina, com forte presença na Holanda, revoltou-se com a mensagem. Elia precisou se retratar. "Gostaria de pedir desculpas, mas não sou racista. Cresci em um bairro com 75% de marroquinos e tenho muitos amigos entre eles. O que disse foi direcionado a um amigo, Reudan, que sempre me chama de negro. Parece estranho, mas é um tratamento comum entre nós", justificou o jogador de 23 anos, que também admitiu sofrer as consequências "como homem" por ofender as vítimas de câncer.