Seleção Brasileira assume necessidade de ajustes para estreia

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Depois dos dois últimos amistosos preparatórios para a Copa do Mundo da África do Sul, contra Zimbábue e Tanzânia, os jogadores da Seleção Brasileira assumiram que houve erros que não poderão se repetir na estreia da Copa contra a Coreia do Norte, dia 15, em Johannesburgo.

Contra o Zimbábue, na última quarta-feira, a Seleção venceu por 3 a 0, com gols de Michel Bastos, Robinho e Elano. Nesta segunda-feira, foi a vez de bater a Tanzânia por 5 a 1, gols de Robinho (dois), Ramires (dois) e Kaká. Apesar dos resultados positivos, erros de passes na saída da defesa e de problemas na marcação, principalmente, ligaram um sinal de alerta.

O goleiro Gomes, que atuou nas duas partidas depois de uma lesão do titular Júlio César, e o volante Gilberto Silva comentaram os ajustes necessários nesta quarta-feira, durante entrevista coletiva em Johannesburgo.

"Lógico que foi uma partida totalmente diferente do que a gente tem jogado até agora. São erros que não são normais no nosso grupo. De agora para frente, não poderemos cometer os mesmos erros", afirmou Gilberto Silva, reconhecendo o baixo rendimento de Felipe Melo, seu companheiro no meio-campo.

"Felipe cometeu alguns erros, mas o erro é da Seleção Brasileira. O jogo passado foi atípico, mas ele tem personalidade forte e sabe superar os momentos de dificuldade. A parceria tem dado super certo", completou o camisa 8.

Gomes, bastante exigido nos dois amistosos, concorda com Gilberto Silva. "A gente vacilou em alguns lances, isso não pode acontecer. Mas temos uma semana e o Dunga vai ajustar os problemas que tivemos".