Jornalistas são atacados durante a noite em hotel sul-africano

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Três jornalistas que cobrem a Copa do Mundo foram assaltados na madrugada de segunda para terça-feira na África do Sul, conforme noticiou o jornal espanhol AS nesta quarta. Eles estavam hospedados em um hotel-albergue na cidade de Magaliesburg, que foi invadido e saqueado por um bando, e perderam todos os pertences.

Segundo o jornal, os dois jornalistas portugueses e um espanhol dormiam por volta das 4h30 (horário local) quando foram amordaçados por três indivíduos, que apontavam pistolas para a cabeça. Calcula-se que 80 kg de material foram roubados, além de roupas e outros objetos pessoais. Os profissionais de imprensa ficaram apenas com a roupa do corpo.

A polícia sul-africana abriu um inquérito e teria iniciado a investigação de pistas que levem aos assaltantes. Segundo uma emissora de televisão portuguesa, um suspeito foi preso e parte do material roubado, recuperado.

A segurança é uma das principais preocupações em relação à África do Sul, e o tema vem causando polêmica entre as seleções participantes da Copa. Recentemente, o técnico japonês Takeshi Okada alertou seus jogadores sobre o perigo da região e chegou a dizer que, no país sede do Mundial, pode-se alugar uma metralhadora por cerca de R$ 200.