Velozes e Molhados

JB Online

RIO - O Rio irá ouvir, a partir das 12h30 de sexta-feira, os primeiros roncos dos motores dos barcos que irão competir do GP Brasil Class 1 de Motonáutica abertura da temporada mundial da modalidade. A corrida, trazida pela empresa EBX e inédita na América do Sul, ocorre na cidade até domingo e poderá ser vista da Marina da Glória, para o público pagante, e da Praia do Flamengo, gratuitamente.

Sexta-feira serão apenas treinos livres. Sábado, a partir das 10h, começa o treino classificatório, que irá definir o grid para a primeira prova, às 14h30 do mesmo dia. Esta primeira corrida irá determinar o grid da segunda prova, que começa às 14h30 do domingo.

Ao todo, serão sete barcos de cinco equipes, provenientes da Itália, Emirados Árabes, Noruega e San Marino. Cada barco é equipado com dois motores de 900 cavalos de potência que podem levar os barcos de quase cinco toneladas a mais de 250 km por hora. Cada embarcação é tripulada por dois profissionais: um piloto e um throttleman, que comanda o throttle (injetor de combustível), sendo responsável pela aceleração e desaceleração do barco.

A atual campeã mundial Victory, dos Emirados Árabes, vencedora do ano passado, chega ao Brasil com duas embarcações: a Fazza 3 vencedora de sete dos nove GPs de 2009, e a Fazza 1 que levou os outros dois prêmios do mesmo ano.

Mais de um milhão de espectadores são esperados para assistir aos três dias do evento na Praia do Flamengo - por onde passa a reta principal do circuito. Já a Marina da Glória, onde também haverá lojas, restaurantes e DJs, pode receber até 3 mil espectadores pagantes.

A estrutura montada para o evento deve ser desmontada até seis dias após o evento, que segue para Arendal, na Noruega, sede da segunda corrida de 2010. Romênia, Itália, Abu Dhabi e Dubai serão outros destinos da temporada.