Norueguesa é a primeira mulher desde 1992

JB Online

RIO - Dentre todos os corredores pilotos e throttlemen , um se destaca. Ou melhor: uma. É a norueguesa Marit Stromoy, da equipe Welmax Offshore, única mulher da corrida, que não tinha uma representante feminina desde 1992, com Monica Rampezotti. Antes de Monica, outras três mulheres haviam integrado o grid da competição: Giovanna Repossi, Amanuela Colletta e Betty Cook, campeã em 1977 e 1979.

Se eu conquistar a metade do que a Betty conquistou já vou estar satisfeita. Sei que é a minha estreia na Class 1, mas não vim apenas para fazer turismo declarou Marit, que nunca havia conhecido o Rio de Janeiro.

Marit começou sua carreira de corredora em 1989, aos 12 anos. Em 2007, inovou, tornando-se a primeira mulher a competir no Formula 1 World Powerboat Championship. Desde então, a norueguesa já conquistou três títulos europeus na categoria S-550, além de competir nos Mundiais de F-2000, onde foi eleita "novata do ano" e nas 24 horas de Rouen, na França, onde subiu ao pódio três vezes.