Feira do Concurso reúne especialistas do setor em São Paulo

JB Online

SÃO PAULO - A Feira do Concurso Público promete movimentar a capital paulista nos dias 12 e 13 de março. Sediada pela primeira vez em São Paulo, no Centro de Eventos São Luís (Rua Luís Coelho, 323, Centro), reunirá os principais especialistas do setor em palestras gratuitas, cursos preparatórios e editoras do segmento.

- A feira reúne os elementos necessários para quem quer saber como passar em concursos públicos - explica o diretor da Academia Brasileira de Educação, Cultura e Empregabilidade (Abece), Fábio Gonçalves.

O especialista fará a palestra 'Como passar mais rápido em concurso através de uma boa organização do estudo', no dia 13 à tarde. Um dos primeiros tópicos abordados será a importância do candidato se focar em uma única área específica devido à grande similaridade de matérias cobradas nas provas.

- Existe hoje uma quantidade muito grande de concursos e o concurseiro, às vezes, faz um ziguezague muito grande, retardando o tempo de aprovação ou até mesmo acaba desistindo pelo caminho. E o que é esse ziguezague? É estar estudando para área policial, por exemplo, depois fazer concurso para um tribunal, com matérias diferentes. Ocorre que, como ambos têm língua portuguesa e informática, o candidato acaba optando pelo concurso para um tribunal, e por fim também área fiscal. O primeiro objetivo da palestra é mostrar a importância de se escolher uma área específica - avisa.

Sobre a administração do tempo de estudo, Fábio Gonçalves destaca que se trata de algo individual. - Há pessoas que falam em seis, oito horas diárias de estudo, mas há pessoas que não suportam essa carga. Então, vou trabalhar a quantidade de horas que seja agradável para cada candidato. Uma pessoa que, por exemplo, é procedente de um colégio militar possui condicionamento para estudar dez horas por dia, o que é diferente de uma pessoa que é dona de casa e decidiu estudar depois de 20 anos sem frequentar aulas - exemplifica.

Conteúdo de matéria e grade de horários serão os tópicos seguintes. -Darei dicas que aceleram o processo de estudo. Um exemplo é que todo concurso tem Direito, dois ou três tipos, no mínimo. Vou mostrar exemplos na palestra. É preciso também aprender a montar uma grade de horários para evitar o que acontece com a pessoa que para de fazer tudo, como ginástica ou andar na praia, para estudar. Isso é péssimo. Vou mostrar que é possível administrar a vida, os horários, conseguir fazer obrigações naturais, como trabalho e lazer, que é um fator importante, e, ao mesmo tempo, ter rendimento maior do que se estivesse focado só no estudo - ensina.

A previsão é de que a próxima Feira do Concurso, no Rio de Janeiro, ocorra em meados deste ano. Para o evento, em São Paulo, são esperados cerca de 25 mil visitantes.