São Paulo volta a entrar em estado de atenção!

JB Online

SÃO PAULO - Após um dia de transtornos por causa da chuva que atingiu São Paulo na madrugada de quinta-feira, toda a capital volta a ficar em estado de atenção na noite de hoje. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), às 20h10, entraram em atenção as zonas sudeste, sul, oeste, centro e Marginal Pinheiros. Às 19h45, a atenção já havia sido decretada para as zonas norte, leste e Marginal Tietê.

Até o momento, desabamentos provocados por deslizamentos de terra mataram oito pessoas em São Paulo: três na vila Anglo-Brasileira, uma na Lapa e quatro no ABC paulista. Na cidade de Ribeirão Pires, que decretou hoje estado de calamidade pública, uma pessoa ainda está desaparecida. As chuvas que atingem São Paulo desde o final do ano passado já fizeram 58 vítimas.

Segundo o CGE, imagens de radar mostram que, por volta das 20h, chovia fraco à moderado na zona leste e na zona norte, principalmente nos bairros de Itaim Paulista, Guaianazes, Cidade Tiradentes, São Mateus, Itaquera, São Miguel Paulista e na região de Cachoeirinha, Brasilândia e Mandaqui.

Na Grande São Paulo, chovia de moderado à forte nos municípios de Francisco Morato, Franco da Rocha, Caieiras e São Bernardo do Campo. Segundo os meteorologistas do CGE, a previsão para as próximas horas é de que ocorram chuvas moderadas em toda a cidade.

Mortes

Durante a madrugada, o Corpo de Bombeiros confirmou que um idoso morreu soterrado na vila Anglo-Brasileira, devido ao desabamento de sua casa. Segundo o coronel Jair Paca de Lima, da Defesa Civil, uma criança morreu no desabamento de uma casa sobre outra no Grajaú. Os corpos de um casal que estava desaparecido foram encontrados durante a tarde. Uma mulher e três crianças foram resgatadas pelos bombeiros sob os escombros.

Em Mauá, no ABC paulista, um desabamento no bairro Chácara Maria Francisca atingiu três pessoas, entre elas uma criança. As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e transferidas para um hospital na região. Um dos adultos morreu no caminho. Em outro ocorrência na cidade, uma criança de 3 anos foi socorrida com vida de um deslizamento no bairro Jardim Oratório.

Em Ribeirão Pires, também no ABC, três pessoas foram soterradas por um deslizamento no bairro Santo Bertoldo. Duas meninas, de 14 e oito anos, morreram. Os bombeiros estão no local procurando uma mulher de 30 anos debaixo dos escombros.

Um homem de 45 anos morreu após um deslizamento soterrar o barraco onde dormia, por volta das 2h, no Jardim Santo André, em Santo André (ABC Paulista). Segundo o Corpo de Bombeiros, as informações iniciais seriam de que não havia ninguém no barraco e que o morador estaria em um bar. Quando os vizinhos perceberam que ele não estava em nenhum estabelecimento, acionaram os Bombeiros novamente, por volta das 9h30. O corpo foi localizado entre os escombros.

Segundo o Corpo de Bombeiros, as zonas sul e oeste foram as mais atingidas pelo temporal. A corporação registrou 62 ocorrências, sendo dez desabamentos. A maioria dos registros apenas de danos materiais.

Trânsito

Segundo o CGE, às 20h20, a cidade tinha sete pontos de alagamento ativos, sendo todos transitáveis. Porém, após a chuva da madrugada de hoje, São Paulo chegou a ter 53 pontos de alagamento.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que, às 20h20, o trânsito fluia tranquilamente com 4 km de lentidão. Contudo, às 9h30, chegou a registrar 111 km de lentidão por causa dos alagamentos.