Lehman Brothers contrata e paga mais US$ 50 mi em bônus

SÃO PAULO, 22 de dezembro de 2009 - Estopim da crise financeira global, o banco de investimentos Lehman Brothers está contratando na Europa e conseguiu a aprovação para pagar bônus extra de US$ 50 milhões a cerca de 230 financistas, segundo informou o jornal Financial Times nesta terça-feira.

O Lehman entrou em colapso em 15 de setembro de 2008, na maior quebra da história corporativa dos Estados Unidos. De acordo com o jornal, as contratações são um reforço de administração para lidar com a milhares de transações que vão determinar o quanto a instituição deve pagar ou receber.

A questão das gratificações é polêmica no continente, de modo que França e Reino Unido tentam aprovar leis e taxas para limitar os pagamentos. Conforme um dos administradores do braço europeu do banco afirmou ao jornal, os bônus acompanham o mercado e refletem a demanda por profissionais qualificados.

"Precisamos estar de acordo com o mercado e ter em mente que os funcionários aqui têm muito menos opções de crescimento na carreira do que em outros bancos", explicou Steven Pearson. Segundo ele, os bônus estão ligados ao valor de dinheiro devolvido aos credores.

(Redação - JBOnline)