Reestruturação total

Casimiro Vale , Jornal do Brasil

RIO - São Cristóvão foi a morada da família imperial no século 19, passou por uma era industrial e comercial e, atualmente, vive uma reestruturação no perfil do bairro. Com o fechamento das indústrias, entre outros motivos, devido à poluição, o bairro passou por um período de abandono. Agora, a ideia principal é revitalizar a área como um todo.

Devido aos incentivos dos governos estadual e municipal, através da implantação do Projeto de Estruturação Urbana (PEU), o bairro passou a receber investimentos no setor imobiliário. A tendência é de que esses investimentos aumentem, pois, quando começou o projeto de revitalização, a cidade ainda não era sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Essa conquista deve acelerar o trabalho e trazer mais imóveis para a região.

Além dos investimentos do governo, outro fator que ajuda na construção de empreendimentos residenciais e na captação de novos moradores é a proximidade com importantes pontos da cidade, como Centro, Rodoviária, Avenida Brasil e Linha Vermelha, entre outros.

A especulação dos terrenos faz com que os preços dos imóveis cresçam; e devem aumentar ainda mais nos próximos anos.

Há quatro anos, no primeiro lançamento do bairro, o preço médio do metro quadrado dos apartamentos de dois quartos era cerca de R$ 2 mil. Atualmente, esse valor já passa dos R$ 3 mil.

Além de auxiliar na revitalização de São Cristóvão, a chegada de novos empreendimentos imobiliários poderá melhorar a segurança no bairro.

Casimiro Vale é presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RJ).