Diretoria multa André Lima em 10% do salário

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Depois da reunião que decidiu a demissão do técnico Ney Franco, foi a vez de os jogadores se reunirem para lavar roupa suja. Um dos temas mais polêmicos foi o pênalti perdido pelo atacante André Lima na derrota para o Atlético-PR.

Ele não obedeceu a ordem do então técnico Ney Franco de deixar o capitão Lucio Flavio fazer a cobrança. Pela insubordinação, André Lima foi punido pela diretoria do Botafogo em 10% de seu salário. Já o meia Lucio Flavio foi advertido por não ter se posicionado contra a atitude do companheiro de equipe.

Ele foi advertido por não ter feito valer a sua autoridade de capitão dentro de campo explicou André Silva.

Apesar de multado, André Lima se mostrava tranquilo após o treino regenerativo que os titulares fizeram em General Severiano.

Se a multa foi correta ou não, eu não sei. A questão não é essa. Sou funcionário do clube. Se eles acham que é a melhor posição a ser tomada, vou ficar em silêncio e acatar disse o jogador, que não acredita que errou. Infelizmente, perdi o pênalti. Se tivesse feito, ninguém estaria falando nada disso. E também não posso garantir que o Botafogo venceria o jogo mesmo se eu tivesse convertido o pênalti. Por causa de um fato isolado, isso ficou marcado.

Os jogadores fizeram uma longa reunião só entre eles. O treinamento que deveria ter começado às 15h30 só teve início às 17h. Um dos pontos discutidos foi a reclamação pública que o lateral-direito Alessandro fez ao ataque logo após a partida de sábado.

Conversamos bastante entre a gente e acertamos tudo. Se a gente estiver lá em cima na tabela, todo mundo vai ficar feliz. Porém, se estamos lá embaixo, todos vão sofrer juntos comentou André Lima, que assumiu parte da culpa da demissão de Ney. O grupo tem consciência de que errou e ajudou na demissão do Ney Franco. Estamos errados.

Jogadores pedem pressa

A diretoria do Botafogo informou aos jogadores os nomes dos treinadores que negociam com o clube. Do elenco, receberam um pedido:

Pedimos para que tudo fosse feito o mais rapidamente possível. A gente não quer entrar em campo no sábado, contra o Palmeiras, sem ter uma preparação adequada para a partida explicou André, que acredita em um bom resultado contra o líder do campeonato. Quando o Atlético-MG era o líder, nós fizemos uma boa partida no Mineirão e quase vencemos eles. Só não voltamos com a vitória porque o Alessandro perdeu um gol no último minuto.