Vila Nova vira sobre Campinense e alivia pressão

Portal Terra

GOINIA - Sob muita pressão da torcida que foi ao Estádio Serra Dourada, o Vila Nova conseguiu a virada sobre o Campinense, por 2 a 1, neste sábado. O time goiano aliviou os protestos sobre a equipe e saiu da zona de rebaixamento da Série B.

Com o resultado positivo, o Vila Nova saltou para a 15ª colocação, com 15 pontos ganhos, a apenas um do Fortaleza, primeiro na zona da degola. Já o Campinense segue na lanterna da competição, com apenas 6 pontos, em 13 partidas.

O Campinense começou melhor e abriu o placar aos 18min do primeiro tempo. Leonardo cometeu falta perigosa em Washington. Nino cobrou e a bola bateu na trave. No rebote, Giuliano completou para o fundo das redes e abriu o placar.

No intervalo, a torcida fez vários protestos contra os diretores do Vila Nova e escolheram alguns jogadores como alvo. O jogador Pachola foi uma das principais vítimas da torcida.

As manifestações da torcida deram resultado, pois o time do Vila Nova voltou motivado. Aos 13min, Gil avançou pela direita na corrida, cortou o marcador três vezes e cruzou para o meio da área. William dominou a bola no meio da grande área e chutou com perfeição.

A equipe goiana conseguiu a virada aos 26min da segunda etapa. Pachola tocou na esquerda para Osmar, que deu um passe para William na área. O atacante não perdeu a chance e chutou para o fundo das redes do goleiro Fabiano, definindo a vitória da equipe da casa.

No final da partida, os jogadores do Campinense perderam a cabeça. Giuliano agrediu Rafinha, do Vila Nova, que ficou caído no gramado. O jogador recebeu o segundo amarelo e foi expulso da partida.

Na próxima rodada, o Vila Nova tenta subir mais na tabela da Série B no duelo contra a Ponte Preta, em Campinas. Já o Campinense busca a reabilitação contra o São Caetano, no Anacleto Campanella.