Polivalente, Ernani é a nova aposta de Dorival

Márcia Vieira, Jornal do Brasil

RIO - Ele nunca ouviu falar do técnico Claudio Coutinho, mas é graças a um conceito que ganhou fama nas palavras do falecido treinador a polivalência que Ernani será titular pela segunda vez consecutiva, neste sábado, às 16h10, contra o Bahia, no Estádio Pituaçu, em Salvador. O garoto que cresceu nos campinhos de São João da Barra, cidade em que nasceu, jogando como um antigo ponta-esquerda, foi aos poucos recuando para o meio. Tanto é que joga com desenvoltura na lateral esquerda ou como segundo volante, função que irá exercer nesta tarde, no lugar do suspenso Amaral.

Do jeito que está o futebol hoje, ser um jogador polivalente é sempre muito útil ao treinador. Mas o ideal é a gente se firmar em uma posição analisa o jogador.

Mesmo dizendo que não tem problema algum em jogar na lateral esquerda, Ernani garante que a função que prefere executar é a de hoje.

Eu me sinto mais à vontade como segundo volante, porque posso chegar à frente e tentar finalizar de longe comenta.

Apesar de não ter acertado a pontaria na última partida, Ernani sempre arrisca chutes de fora da área nos coletivos, com o aval do treinador. No treino da última quarta-feira, mesmo após ter concluido mal uma boa triangulação do ataque, o jogador foi elogiado por Dorival por não ter medo de arriscar.

Eu sempre treino muitos chutes. Ainda não tive a felicidade de acertar, mas sempre que puder vou finalizar avisa

Surpreso com a chance inesperada, em apenas três meses de Vasco, Ernani promete agarrar com unhas e dentes a segunda oportunidade.

Eu não esperava ter uma chance tão rápido. Como a oportunidade caiu no colo, agora tenho que fazer de tudo para aproveitá-la diz o jogador, fã incondicional de Romário, mas que teve seu estilo de jogo comparado ao de um astro do futebol colombiano da década de 90. Diziam que no início da minha carreira eu lembrava o Rincón. Ele jogou mesmo um bolão.

Fora das quatro linhas, Ernani diz que é a mesma pessoa tranquila. Mas quando é perguntado sobre o que mais gosta de fazer nas horas livres, o seu tom de voz aumenta e demonstra empolgação.

Sou noveleiro assumido e a novela Caminho das Índias é titular revela, com um leve sorriso no rosto. Gosto muito dos indianos, dos seus costumes, eles sabem como ninguém valorizar a cultura deles.