"Dupla sertaneja" é segredo do Goiás para reagir

Diego Ribeiro, Portal Terra

DA REDAÇÃO - O Botafogo terá de parar uma dupla entrosada dentro e fora de campo se quiser vencer o Goiás, neste sábado, às 18h30, no Engenhão. Mesmo com uma campanha ainda irregular no Campeonato Brasileiro, o time goiano conta com o lateral esquerdo Julio Cesar e o atacante Felipe para manter o bom retrospecto fora de casa e iniciar uma arrancada no campeonato. Atualmente, o time tem apenas oito pontos, dois a mais que o Botafogo.

O time treinado por Hélio dos Anjos ainda não perdeu longe do Serra Dourada: foram dois empates e uma vitória. E grande parte dos bons momentos do Goiás passa por Julio e Felipe: o primeiro é rei das assistências no time no ano, com oito (duas no Brasileiro), enquanto o outro é o artilheiro, com 22 gols (cinco no Brasileiro) em 29 jogos. A "dupla sertaneja", que já é sucesso em Goiânia e começa a ficar conhecida no Brasil, faz questão de exaltar a amizade.

- Minha amizade com o Felipe é muito boa fora de campo. Jogamos juntos no Náutico em 2007 e fiz um grande esforço para retomarmos a parceria no Goiás. Se depender de mim e das minhas assistências, ele pode ficar tranquilo que terá tudo para ser o artilheiro do Brasileiro. Até porque ele dificilmente passa em branco - prometeu Julio Cesar, que já marcou seis gols na temporada.

Felipe também tem bons motivos para elogiar Julio. Neste ano, o atacante marcou 16 gols no Campeonato Goiano - muitos deles com assistência do lateral esquerdo. No Brasileiro, um dos cinco gols também já teve a participação de Julio. Em 2007, quando Felipe fez dez gols pelo Náutico, três deles nasceram nos pés do companheiro.

- O Julio é um grande jogador. O fato de termos jogado juntos favorece o entrosamento. É um jogador que avança bastante e ajuda pela esquerda, contra o Grêmio, inclusive, ele me deu uma assistência perfeita para o gol - elogiou o artilheiro, que só está atrás de Pedrão, do Barueri, na tabela de goleadores do campeonato. - Com o Julio preparando a jogada fica até mais fácil de marcar - ressaltou Felipe.

A dupla, que já se conhece há quase três anos, mostra discurso afinado fora de campo. Julio Cesar e Felipe não se iludem com a má fase do Botafogo, que pode até perder o técnico Ney Franco em caso de derrota. Para ambos, o segredo é entrar com seriedade e sem se importar com o momento vivido pelo rival.

- O Botafogo no Engenhão sempre será uma equipe difícil de ser batida. Porém, não devemos pensar no momento deles e sim na nossa recuperação - ressaltou Julio Cesar. - Por mais que o Botafogo esteja mal, é sempre uma preocupação. Mas é hora de esquecermos isso e pensarmos na nossa arrancada - completou Felipe, em pensamento semelhante ao do parceiro de "dupla sertaneja".