Reajuste de preço é positivo, diz Ativa

SÃO PAULO, 17 de junho de 2009 - A Votorantim Celulose e Papel (VCP) (VCPA3; VCPA4) confirmou, ontem, que anunciou reajuste de preço da celulose em US$ 30 por tonelada para Europa e Ásia, segundo informou o relatório da corretora Ativa, que classificou a medida como positiva.

Com isso, o preço lista na Europa passa para US$ 530 por tonelada, nos Estados Unidos permanece em US$ 570 por tonelada e na Ásia chega a US$ 450 por tonelada. "Outros produtores também estariam reajustando seus preços, o que caracteriza uma análise favorável sobre a recuperação de demanda para a commodity", apontou a corretora.

Segundo a Ativa, desde o início de 2009 que a forte demanda observada no mercado asiático tem contribuído de forma relevante para manter nível de produção nas empresas brasileiras. Essa forte demanda, porém, não tinha conseguido sustentar os preços da commodity, que mantiveram trajetória de queda no primeiro trimestre deste ano. Essa tendência nos preços começou a se inverter no segundo trimestre, com reajuste anunciado e implementado na Ásia e agora com novo reajuste para Ásia e para Europa.

"Uma série de fatores tem contribuído para esse cenário favorável aos produtores de celulose, entre eles destacamos: redução dos estoques, fechamento de capacidade produtiva com elevado custo de produção e demanda crescente por celulose de fibra curta", afirmou a Ativa. A corretora avalia ainda que a notícia é positiva para Aracruz, VCP e Suzano, sendo que dessas, a preferência da Ativa continua sendo a Suzano.

Instantes atrás, as ações preferenciais da VCP subiam 1,03%, cotadas a R$ 21,62; os papéis preferenciais série B da Aracruz ganhavam 0,66%, negociados a R$ 3,04; e as ações preferenciais série A da Suzano caíam 1,19%, negociadas a R$ 14,92.

(Redação - IN)