Cuca e Adriano dão entrevista juntos para selar a paz no Flamengo

Julio Calmon, JB Online

RIO - Após o treino da manhã desta quarta-feira, na Granja Comary, o técnico Cuca concedeu entrevista ao lado de Adriano, apontado como um dos motivos de sua insatisfação no comando do Flamengo. O treinador confirmou que na véspera foram ralizadas duas reuniões no hotal onde a delegação está hospedada, em Teresópolis: uma envolveu todo o futebol rubro-negro, com jogadores, comissão técnica e dirigentes, e outra apenas os membros da comissão.

Cuca e Adriano permaneceram juntos durante toda a coletiva para mostar que, teoricamente, os problemas internos foram resolvidos na reunião.

- Sempre que você tem um ambiente democrático, os problemas se resolvem internamente e isso é muito bom. Até o jogo contra o Sport éramos um time com padrão de jogo e, de repente, isso se perdeu. No último domingo, contra o Coritiba, a equipe também não foi bem e o objetivo é retomar esse padrão de jogo - disse Cuca, ressaltando que a equipe precisa dar a volta por cima. - O futebol é dinâmico. O Bruno, que nos deu o título carioca, falhou. O Angelim, que vinha sendo um dos melhores do time, falhou contra o Sport. Sabemos que estamos em dívida com o torcedor.

Cuca negou a possibilidade de pedir demissão, assim como um possível problema de relacionamento com alguns atletas, inclusive Adriano.

- Estou no maior clube do Brasil em termos de grandeza e qualquer treinador gostaria de dirigir o Flamengo, ainda mais com Adriano no time. Eu me dou bem com todos os jogadores e eles se dão comigo. É claro que isso dentro de uma escala de relaciomanento.

Adriano concedeu sua primeira entrevista coletiva desde a estreia contra o Atlético-PR. Ele andava sumido, evitando a imprensa por conta da polêmica de suas faltas. O Imperador aproveitou para criticar as manchetes envolvendo seu nome.

- Não gosto muito de falar, vocês (jornalistas) sabem disso. Estou me sentindo um pouco desrespeitado. Dois jogadores ficaram em Curitiba (após a goleada por 5 a 0) e ninguém botou isso no jornal. Se eu errei na visão do torcedor, peço desculpas - disse Adriano, acrescentando que aceita as críticas construtivas. - Sempre vou aceitar as críticas, só não quero que inventem as coisas. Se procurarem direito, vão ver que não há nada demais. No dia em que eu estiver de folga, farei o que eu quero.

Adriano falou que voltou ao Flamengo para somar e promete esclarecer qualquer tipo de problema, se necessário.

- Se houver outra polêmica, estarei aqui para responder. Entrei no grupo para ajudar.