Cautela comanda negócios e dólar sobe

SÃO PAULO, 17 de junho de 2009 - Enquanto aguardam pela proposta do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama e de seu secretário do Tesouro, Timothy Geithner, sobre uma nova legislação do sistema financeiro dos EUA, os investidores mundiais adotam cautela. Por aqui, instantes atrás, o dólar subia 0,71%, vendido a R$ 1,981. No restante do mercado de moedas, o dólar também opera em alta frente à maioria de seus pares.

Segundo especulações, Obama deve indicar o Federal Reserve (Fed, BC dos EUA) como supervisor das instituições financeiras, com a responsabilidade de exigir padrões de capitais mais elevados e manter um monitoramento minucioso de suas atividades, diante dos riscos que um colapso dos bancos representaria para o sistema. A proposta também deve abordar desde a subscrição de hipotecas até a negociação dos chamados instrumentos financeiros exóticos, que estiveram no centro da crise norte-americana.

Além da proposta norte-americana para a legislação do sistema financeiro, as atenções recaem ao dado de índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA, que subiu 0,1% em maio ante abril. Na véspera, a inflação ao produtor menor do que a estimada esfriou discussões em torno da possibilidade de haver alta dos juros norte-americanos antes do previsto. "Recentemente, as dúvidas sobre o ritmo de recuperação da economia tem abatido os players", avalia um operador.

(Simone e Silva Bernardino - IN)