Paulo Bernardo diz que caderneta é sagrada

SÃO PAULO, 12 de maio de 2009 - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse nesta terça-feira que a "caderneta de poupança é sagrada". O comentário do ministro foi feito em audiência pública da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional, em que ele detalhou o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2010.

Logo depois da audiência, Paulo Bernardo reafirmou que "essa questão não pode ficar em aberto e dar margem para especulação, de achar que vamos prejudicar os poupadores. É a última coisa que o governo permitiria. Estamos buscando formas de permitir que a poupança continue sendo um instrumento de proteção da economia popular".

O ministro também afirmou que os recursos do Fundo Soberano do Brasil, estimados em R$ 15,2 bilhões, não devem ser usados durante este ano.

"Não há ainda definição sobre isso, mas a intenção é utilizar o dinheiro do fundo só em 2010, se houver necessidade", disse.

(Redação - Agência JB Online)