Fla x Bota: Houve muita entrega de todos, diz Ney Franco

JB Online

RIO - A terceira derrota consecutiva para o Flamengo, em uma final de Campeonato Carioca, deixou a torcida alvinegra desconsolada. O desespero só não foi maior porque os jogadores conseguiram buscar um empate heroico, após estarem perdendo por 2 a 0 e levarem a decisão para os pênaltis. Decisão que acabou da mesma maneira do que há dois anos. Os dois primeiros clássicos terminaram em 2 a 2 e o placar dos pênaltis também se repetiu, 4 a 2. Curiosamente, como na edição de 2007, o zagueiro Juninho perdeu a sua cobrança de pênalti mesmo tendo uma grande atuação, premiada com um belo gol de falta. Mas nem o insucesso na tarde de ontem tirou a confiança do técnico Ney Franco, que fez questão de ressaltar o empenho e a dedicação do grupo alvinegro.

Trabalhamos forte para a montagem deste elenco. Houve muita entrega de todos elogiou o treinador. O Botafogo começou a temporada com apenas três jogadores que eram titulares em 2008 e, pouco tempo depois, chegamos e fizemos uma final como essa.

Tristeza e dor

O técnico alvinegro ressaltou também que por muito pouco a equipe não deixou o gramado como campeã. E que apesar da tristeza pela perda do título é hora de continuar trabalhando duro.

Vimos a real possibilidade de sermos campeões, mas não deu. Saímos chateados, como os torcedores, mas temos de seguir trabalhando.

Um dos poucos jogadores alvinegros a conversar com os jornalistas, o lateral-direito Alessandro elogiou a dedicação dos companheiros, que não se entregaram em nenhum momento da partida. Para ele é hora de mostrar superação.

Não adianta chegar aqui e jogar todo o trabalho fora. Vamos dar a volta por cima. Temos que levantar a cabeça para o Brasileirão garantiu o lateral, que deu o passe para o gol de empate de Túlio Souza.

Remanescente do grupo que também perdeu o título no ano passado, Alessandro acredita que este nova equipe tem muitas alegrias para dar a seu torcedor.

Este grupo foi montado recentemente. Todos mostraram trabalho e ainda temos chances de conseguir bons resultados.

Mudanças à vista

Túlio Souza, outro que teve boa atuação, deixou o gramado cabisbaixo após Leandro Guerreiro perder sua cobrança. Autor do gol de empate que levou a decisão para os pênaltis, o meia acreditava que a equipe merecia sorte melhor.

Ninguém merecia este título mais que nós. Lutamos até o fim. Foram quatro meses de muito trabalho e dedicação lamentou o jogador, visivelmente abatido. Suamos a camisa e demos tudo durante o campeonato.

Uma das primeiras mudanças para o restante da temporada é o esquema tático. Ney já admite trocar o 3-5-2 pelo 4-4-2.

Encontramos uma forma de jogar para o Carioca, com três zagueiros. Temos um campeonato extenso pela frente ponderou Ney. De repente, mudamos a forma de jogar. Isso tudo será visto antes do Brasileirão.