Concentrado apenas na final, Ney procura substituto para Maicosuel

Fúlvio Melo, Jornal do Brasil

RIO - Depois de treinar por dois períodos nesta terça-feira, o Botafogo deixou pelo menos por três dias a agitação da metrópole fluminense e já acorda nesta quarta em Saquarema. Apesar do clima propício de sombra e água fresca da Região dos Lagos, sem jogos no meio de semana e com foco só no Flamengo, a ausência de Maicosuel, cérebro do time, fará Ney Franco torrar os neurônios.

Não vai ter descanso nem praia. Vamos buscar a melhor forma de suprir essa ausência. É hora de cuidar da alimentação, fazer trabalhos de vídeo e buscar o melhor o acerto do time garantiu Ney.

Não é a primeira vez que o treinador utiliza esse recurso. Antes da final do Carioca de 2007, quando comandava o Flamengo, a ida para Itu ajudou na conquista do título daquele ano.

É uma situação parecida. O jogador fica mais aberto e não tem outra preocupação a não ser se concentrar no jogo disse Ney.

Para Leandro Guerreiro, a distância da família e a mudança brusca de rotina não devem ser levadas em conta. Na semana que antecede uma decisão todo sacrifício é válido.

A família é nossa base e tem que entender. Acredito que a comissão técnica agiu muito bem e será melhor para gente garantiu Guerreiro.

Ao contrário da semana anterior à final da Taça Rio, em que teve um decisivo jogo pela Copa do Brasil, contra o Americano, que culinou em sua eliminação da competição, dessa vez é o Flamengo que entra em campo para um compromisso antes da final. Mas segundo Guerreiro, a partida não terá influência no domingo.

Tivemos essa mesma situação contra o Vasco. Jogamos em Campos e depois vencemos por 4 a 0. Temos que pensar apenas em nosso trabalho garantiu Guerreiro.

No entanto, a ausência de Maicosuel parece ter abalado um pouco a confiança do volante. A perda do companheiro e artilheiro do time fez o jogador reconhecer uma pequena vantagem para o rival.

Sem o Maicosuel acho que eles levam um pequeno favoritismo. Vamos ter de nos superar e lutar mais do que na última partida para vencer reconheceu.

Gramado preocupa

As boas instalações da Confederação Brasileira de Voleibol serão utilizadas para acomodação e palestras. Porém, como o local não dispõe de um campo de futebol capaz de abrigar um coletivo, os treinos serão no campo do parceiro Boavista, em Bacaxá.

Com Reinaldo anda longe das melhores condições, um gramado irregular tal qual o apresentado ao longo do Carioca, pode acarretar em lesão de mais um atleta.

Espero que esteja melhor do que no início do ano. Não podemos nos dar ao luxo perder mais alguém frisou Guerreiro.