Resende e Boavista se enfrentam buscando a recuperarção na Taça Rio

JB Online

RIO DE JANEIRO - Resende e Boavista se enfrentam nesta quarta-feira, às 16 horas, no Estádio do Trabalhador, em Resende, pela 5ª rodada da Taça Rio. As duas equipes perderam seus jogos na última rodada, para Volta Redonda e Tigres do Brasil, respectivamente, e precisam da vitória para se reabilitar no segundo turno. O Resende ocupa o sexto lugar do grupo A, com quatro pontos, enquanto o Boavista está na mesma posição no grupo B, com seis pontos.

O técnico do Resende, Antônio Carlos Roy ressaltou a importância de uma vitória para afastar o clube de qualquer possibilidade de rebaixamento no Campeonato Carioca. O treinador não poderá contar com o meia Fred e com o zagueiro Breno, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Roy afirmou que espera ver a equipe jogando com a mesma desenvoltura do primeiro turno, o que para ele não ainda não aconteceu na Taça Rio.

Precisamos da vitória para nos garantirmos de vez na Primeira Divisão no ano que vem e para podermos trabalhar com mais tranqüilidade até o final do campeonato. Sabemos que nossas chances de classificação para as semifinais da Taça Rio ficaram remotas, mas vamos seguir trabalhando para ver o que acontecerá até a última rodada disse Roy.

Já o técnico do Boavista, Edinho, não poderá escalar quatro jogadores que atuaram na última rodada. O lateral-esquerdo Paulo Rodrigues e o volante Fernando Bob, receberam o terceiro cartão amarelo e estão suspensos, assim como o atacante Felipe Adão, que foi expulso. Além disso, o volante Mancuso está com dores musculares na perna direita e será poupado. Edinho evitou criticar os jogadores por causa da derrota para o Tigres e preferiu enaltecer o fato da equipe ainda ter chances de se classificar para as semifinais.

A competição é curta e não podemos ficar remoendo a derrota do último jogo para o Tigres. Teremos mais um jogo complicado pela frente e vamos batalhar para seguir com chances de classificação para as semifinais disse Edinho.

Resende: Cléber, Bruno Leite, Leandro, Naílton e Marquinhos; Vinícius, Fábio Azevedo, Márcio Gomes e Léo; Bruno Meneghel e Viola

Técnico: Antônio Carlos Roy

Boavista: Vinícius, Rogério Rios, Pessanha, Santiago e Hamilton; Cocito, Bruno Moreno, Leandro Cruz e Têti; Tony e Roberto Santos

Técnico: Edinho