Fla consegue efeito suspensivo da punição do TJD contra Márcio Braga

Jornal do Brasil

RIO - O Flamengo conseguiu, nesta terça-feira, um efeito suspensivo da punição aplicada pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) ao presidente do clube Márcio Braga, de 1.440 dias. O dirigente ficou livre para exercer o cargo até o julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Em seu primeiro ato, divulgou nota oficial em que reitera não ter se referido em nenhuma de suas declarações ao TJD, cuja composição diz desconhecer, e aproveitou para atacar a Federação do Rio.

Segundo Márcio Braga, licenciado depois de passar por uma cirurgia cardíaca, o Flamengo tem se manifestado contra atos da Federação exaustivamente e enumerou as reclamações contra algumas atitudes da Ferj.

Ele critica o desconto de 10% da renda bruta de cada partida realizada no Rio quando o estatuto permitiria o desconto de até 10% da renda líquida. Reclama também do desconto de 10% dos valores recebidos pelos direitos de transmissão do Campeonato Carioca, o que, segundo Márcio, contraria o contrato. Alfineta ainda a prorrogação do mandato do atual presidente da Ferj, Rubens Lopes, até 2014.

Segundo a nota, a decisão pela prorrogação do mandato teria acontecido numa Assembléia Geral realizada às escondidas, sem a convocação do Flamengo.

Estas e outras atitudes da Ferj contribuem para o enfraquecimento econômico do futebol carioca. A Ferj não pode continuar se apropriando indevidamente do patrimônio dos clubes, em especial do Flamengo escreve Márcio.

A Federação negou as denúncias feitas pelo presidente do Flamengo e também emitiu um comunicado oficial, assinado por Rubens Lopes.

Segundo a nota, o percentual referente à Ferj foi aprovado por unanimidade em assembléia geral. A entidade informa que a convocação foi feita de acordo com as normas estabelecidas no estatuto e com edital publicado no boletim oficial 7142.

Sobre a prorrogação do mandato do atual presidente até 2014, quando será realizada a Copa do Mundo no Brasil, A Federação informa que o boletim de convocação para a Assembléia Geral Ordinária, que tomou tal decisão, foi publicado no edital do dia 2 de dezembro de 2008, com o número 7594 e que, desde então, está no site oficial da Ferj (www.fferj.com.br), como os demais boletins desde 2006. Ela foi realizada no dia 16 de dezembro do ano passado.