Governo anuncia corte de US$ 21,6 bilhões

SÃO PAULO, 19 de março de 2009 - O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, anuncia neste momento, em Brasília, as mudanças na Lei Orçamentaria de 2009. Segundo ele, o governo decidiu cortar US$ 21,6 bilhões do orçamento previsto para este ano. A lei foi sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no fianl de 2008, mas um corte, que já era previsto, dependeria da avaliação da atividade brasileira. Na época, o orçamento da União foi estimado em R$ 1,6 trilhão.

Além disso, foram revisadas as perspectivas para crescimento econômico e juros. Paulo Bernardo destaca que a previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) caiu de 3,5% para 2%. Enquanto a projeção para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi mantido em 4,5%.

Já para a taxa básica de juros (Selic), houve uma revisão de 13,57% para 10,8% ao final deste ano. A Selic foi fixada em 11,25% ao ano pelo Banco Central (BC) na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), semana passada.

(Viviane Monteiro - Gazeta Mercantil)