Juan: 'Esperava um clima mais tranquilo no clube'

Julio Calmon, JB Online

RIO - Substituído na metade do segundo tempo, no sábado, na vitória de 3 a 1 sobre o Cabofriense, Juan ouviu muitas vaias. Nesta segunda-feira, depois que o técnico Cuca comandou um longo treinamento, o lateral-esquerdo passou mais um bom tempo fazendo exercícios na sala de musculação. De fora de quase toda a Taça Guanabara por causa de uma lesão na coxa direita, Juan quer voltar às boas atuações das temporadas anteriores para novamente ser lembrado por Dunga.

Quem me conhece sabe que eu procuro melhorar. O Cuca conversou sobre minha importância no time. Tenho objetivos de voltar à Seleção e ganhar títulos pelo Flamengo. A tendência é melhorar com o tempo comentou Juan, surpreso com o clima conturbado do Flamengo neste início de ano. Gostaria de voltar no mesmo ritmo do ano passado, mas não deu. Esperava um clima mais tranquilo aqui. Agora, é tentar dar a volta por cima.

As vaias de sábado não são novidades para o jogador. Apesar de ser uma das peças mais importantes do elenco, Juan já passou por situações como a de sábado muitas vezes desde que chegou ao Flamengo, em janeiro de 2006. A manifestação contrária de boa parte da torcida já irritou mais o jogador. Ontem, político, ele não polemizou.

Foi praticamente meu primeiro jogo no ano. Tive uma boa estreia no Carioca, fiz gol, mas depois me contundi. Ainda estou longe do nível dos meus companheiros justificou o lateral, analisando as vaias. A torcida do Flamengo cobra mesmo dos jogadores se eles não estão bem. Ela sabe do meu potencial e por isso me cobra mais, independentemente do que já fiz no passado.

Sempre indicado como uma das prováveis transferências que podem salvar o cofre do Flamengo, Juan não se ilude com negociações.

Já sei como é jogar na Europa e não me interessa uma aventura.