Botafogo inicia a luta pelo título com vitória sobre o Tigres: 3 a 0

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Na sua caminhada para a conquista do Campeonato Carioca, o Botafogo conseguiu estrear com vitória na Taça Rio, neste domingo. Mesmo com dificuldades, o time de Ney Franco venceu o Tigres por 3 a 2, em uma partida que teve pouco público, com menos de 2 mil pessoas presentes. Certamente, o horário (o jogo começou às 20h30) contribuiu para afastar os torcedores do estádio De Los Lários, em Xerém. Agora, o Botafogo se prepara para fazer o clássico contra o Vasco, na quinta-feira.

Sem o atacante Reinaldo, que sentiu uma contusão muscular na coxa direita na partida de quarta-feira, pela Copa do Brasil, o Botafogo contou com a volta de Victor Simões, artilheiro da equipe no Carioca. O atacante não participava de uma partida há cinco jogos, desde que o Botafogo venceu o Bangu, ainda pela fase inicial da Taça Guanabara.

Aos 11 minutos, Maicosuel entrou driblando na área do Tigres e teve a camisa puxada. O árbitro, no entanto, deixou o jogo seguir. O Botafogo tinha dificuldades quando o Tigres saía em velocidade para o ataque, mas dominava as ações dentro de campo.

Aos 20, novamente Maicosuel levou perigo ao gol do Tigres. O Meia deu um chute forte no travessão. A bola ainda quicou em cima da linha, mas não entrou. Como as dimensões do campo são reduzidas no estádio de Xerém, os chutes de média e longa distâncias sempre resultavam em jogadas perigosas.

Aos 26, por exemplo, o zagueiro Juninho acertou uma bomba de longe, mas o goleiro do Tigres conseguiu defender. Mas aos 39 não deu para Marcos Paulo defender novamente. Juninho recebeu uma bola rolada para trás por Maicosuel e acertou um forte chute. Antes de entrar, a bola ainda quicou na frente do goleiro, que não defendeu.

Aos 44, ainda deu tempo de o time alvinegro marcar mais um. Um gol de fora da área novamente. Victor Simões bateu cruzado e contou com a ajuda do goleiro do Tigres: 2 a 0. Na comemoração, Victor homenageou o ex-jogador Donizete, imitando uma pantera.

Emoção até o fim

Mal começou o segundo tempo, o Tigres conseguiu diminuir o placar. Com um minuto de jogo, Edson cruzou e Leandro Chaves colocou para o fundo das redes. O gol deu outra cara para a partida. O time da Baixada Fluminense acreditou no empate e partiu para cima. O Botafogo tinha dificuldades para sair com a bola do seu próprio campo.

Aos 22, o time alvinegro acordou. Maicosuel entrou na área driblando e chutou no meio do gol. Marcos Paulo defendeu com os pés. Seis minutos depois, Victor Simões ficou de cara para o gol, mas chutou fraco, nas mãos do goleiro. No fim, aos 40, o garoto Gabriel, que tinha substituído Thiaguinho, acertou um chute forte, na entrada da área, e fez um golaço. No fim, Sorato ainda diminuiu o placar: 3 a 2.