Enquanto Fred não chega, Tartá assume a vaga de Leandro Amaral

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Num elenco cujo aguardado ator principal, Fred, deve ser apresentado amanhã na hora do almoço, os coadjuvantes cada vez mais ganham destaque no roteiro de René Simões. Depois da barração de Diguinho e Conca, substituídos por Romeu e Leandro Bomfim, ontem foi a vez de Tartá ganhar nova chance no time que enfrenta o Nacional-PB, amanhã, no Maracanã, pela Copa do Brasil. O jogador entra no lugar de Leandro Amaral, que será submetido a uma artroscopia no joelho direito.

A fase não é mesmo boa para o atacante. Leandro começou o ano queixando-se de desconforto no compartimento lateral do joelho. Parou por dois jogos, mas voltou a sentir dores no clássico com o Botafogo. Ontem, no coletivo, ele iniciou entre os titulares. Deu lugar para Tartá durante a movimentação, indo direto para o departamento médico.

Examinado pelo coordenador médico Michael Simoni, foi constatada a necessidade da cirurgia. O atacante foi levado imediatamente para exames complementares com o ortopedista Victor Favilla, especialista em joelhos. A dúvida é saber se a intervenção cirúrgica será no Rio ou em São Paulo, com Moisés Cohen, que o operou o joelho do jogador em 1995.

Negociação

O Fluminense dá como praticamente certa a apresentação de Fred amanhã. De acordo com Alexandre Faria, coordenador de futebol, os advogados do atacante acreditam que a Federação Francesa de Futebol (FFF) tenha homologado ontem a rescisão do jogador com o Lyon. A lista com os processos apreciados pelos franceses é divulgada na manhã seguinte.

Os advogados disseram que a Federação ia analisar o caso. Estamos otimistas disse Alexandre.

Se o caso não for resolvido hoje, o Fluminense terá de esperar mais uma semana para apresentar seu aguardado reforço, uma vez que a FFF só reúne às terças.