Nenê de Vila Matilde inicia desfile com problemas

Portal Terra

SÃO PAULO - A Nenê de Vila Matilde teve uma série dificuldades para o início do desfile. Última a entrar no Anhembi no primeiro dia do Carnaval paulistano, a escola encontrou problemas relacionados aos carros alegóricos e houve desentendimento na diretoria.

Um dos carros teve o braço de um boneco quebrado e precisou de reparos de última hora. Simultaneamente, uma passista que chorava relutou para subir em outro veículo. Mais tarde, o último carro não tinha quem o empurasse por indecisão do grupo de apoio.

Além disso, segundo informações da TV Globo, o carnavalesco Lucas Pinto teria se desentendido com alguns diretores e cogitou a abandonar o desfile, mas voltou atrás.

Passados os contratempos, a Nenê entrou na avenida para festejar o 60º aniversário da escola, com o samba-enredo 60 anos coração guerreiro - A grande refazenda do samba, puxado por Royce do Cavaco.