Multidão lota ruas da Lapa no início do Carnaval

Fabiano Rampazzo, Portal Terra

RIO - Tradicional reduto boêmio do Rio de Janeiro, a Lapa, mais do que nunca, transborda euforia e opções de diversão para todos os gostos do público que pretende aproveitar o início do Carnaval. Além de shows de bandas que costumam se apresentar na região, milhares de pessoas se aglomeram pelas ruas, vielas e sob os arcos do famoso bairro carioca.

Com as passagens dos esperados blocos de Carnaval, ou mesmo de pequenas bandas que divertem os foliões, os bares e casas noturnas vivem dias lotados e tem longas filas nas entradas.

- Passamos por vários blocos na cidade, como o Carmelitas, o Concentra Mas Não Sai, e o Bip-Bip. Mas caímos na Lapa. Aqui é garantia de alegria - disse a estudante Ana Luiza Madeira, de 20 anos.

Ao lado de mais duas amigas, ela já avisou que pretende ficar na Lapa até o amanhecer e elogiou o esquema de segurança montado para receber a população na época.

- No Carnaval, a Lapa fica muito mais cheia do que normalmente. Mas é tranqüilo porque reforçam bastante a segurança também - disse.

Outro grupo que mostrou entusiasmo nas ruas do Rio de Janeiro era o formado pelas corretoras de imóveis Chana Carolina Beck, de 30 anos, e Carla Adriana Alves, 29. Com fantasias de Alice no País das Maravilhas e Pirata, disseram estar na "pista para negócio".

- Tô de pirata procuranmdo o meu capitão - disse Carla.

Já sua amiga preferiu justificar a fantasia elogiando mais uma vez a festa carioca.

- Quem vem o para o Carnaval do Rio se sente no País das Maravilhas - disse a corretora de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.

Enquanto conversavam com a reportagem, a dupla foi abordada pelo uruguaio Darlan Tomazi, arquiterto de 26 anos.

- Eu caso com as duas. Deixa que eu cuido - brincou o turista, que vive em Montevidéu.

Abraçado às corretoras, o estrangeiro disse estar encantado com as mulheres do Brasil.

- No Uruguai também tem mulher bonita., mas não como estas - disse, apontado Chana e Carla.