Alonso não acredita que possa desafiar Ferrari e McLaren

Jornal do Brasil

SÃO PAULO - Dono do melhor tempo dos treinos nesta sexta-feira no GP do Brasil de Fórmula 1, o piloto espanhol Fernando Alonso refutou a hipótese de a Renault estar melhor que Ferrari e McLaren em Interlagos. Enquanto o time de Maranello teve Felipe Massa como o segundo colocado, na escuderia inglesa Lewis Hamilton ficou apenas com a quarta colocação.

- Segunda ou terceira fila é o máximo que esperamos, admitiu o campeão das temporadas 2005 e 2006 da principal categoria do automobilismo mundial. - A McLaren não esteve entre os primeiros neste último treino, mas sempre que foi à pista teve bons tempos e foi constante. Está na situação de sempre, analisou, mostrando acreditar nas justificativas de Lewis Hamilton e Ron Dennis.

Então, qual seria a explicação para ele ter ficado à frente das equipes líderes do Mundial de Construtores? Simples:

- Ferrari e McLaren são superiores a todos e algumas equipes aproveitam a sexta-feira para, sem gasolina, estar acima também. A sessão de sexta é sempre estranha porque o nível de gasolina muda muito.

Apesar do discurso, Alonso acredita que ainda há espaço para os carros da escuderia francesa evoluírem.

- Tivemos alguns problemas com o balanço do carro, então teremos que trabalhar nisso à noite para estarmos felizes amanhã, afirmou o piloto. - Não fomos perfeitos, mas, em geral, o carro não foi mal. Estivemos competitivos, acredita.

Mas isso, na opinião do piloto, não significa que a Renault tem garantida a sua posição de terceiro melhor time de Interlagos.

- Os tempos aqui são muito próximos, temos que trabalhar para não ficarmos lá atrás, comentou.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais