Lula critica postura de Serra em confronto da polícia

Portal Terra

SÃO PAULO - Durante o discurso que fez em prol da candidatura de Marta Suplicy (PT) à prefeitura de São Paulo, na Casa Portugal, no centro de São Paulo, o presidente Lula aproveitou para criticar o governador José Serra (PSDB), que acusou lideranças do PT de incitar a violência deflagrada na última quinta-feira entre policiais civis e militares.

- Isso o governador Serra não tinha o direito de dizer, principalmente me conhecendo em minha intimidade. Ele não tinha o direito de acusar o PT neste caso da Polícia Civil com a Militar - desabafou o presidente.

Lula lembrou que, quando o PT enfrentou a pior crise de sua história, com o escândalo do mensalão, não acusou ninguém. - Espero que em algum momento ele peça desculpas. Ele sabe que o PT tem responsabilidade - enfatizou o presidente.

Lula também concordou com a manifestação dos policiais e disse que as autoridades precisam entender as reivindicações de todas as categorias. - Quem quer estar ao lado do povo precisa entender o que é a democracia - ensinou o presidente.