Campanha 'Ficha Limpa' coleta assinaturas no 2º turno

Portal Terra

BRASÍLIA - O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) realizará a terceira Mobilização Nacional da Campanha Ficha Limpa no dia da votação para o segundo turno das eleições municipais do País, em 26 de outubro. A iniciativa é atingir a meta de coletar 1,3 milhão de assinaturas para enviar à Câmara dos Deputados o Projeto de Lei de iniciativa popular.

O projeto pretende alterar a Lei de Inelegibilidades tornando inelegíveis quem tem condenação em primeira ou única instância por crimes como: racismo, homicídio, estupro, tráfico de drogas e desvio de verbas públicas; e também no caso de quem possui foro privilegiado, com denúncia recebida por um tribunal e parlamentares que tenham renunciado para fugir de cassações, entre outros.

Segundo o movimento, que tem o objetivo de "dar transparência à vida pregressa dos candidatos ao executivo e legislativo do País", a última contabilização das assinaturas somou 410 mil nomes. O MCCE contará novamente com o apoio da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que deve divulgar a campanha para todos os juízes envolvidos no processo eleitoral. A orientação é de que a coleta seja realizada do lado de fora das seções eleitorais e somente depois do eleitor votar.

A segunda mobilização nacional de coleta de assinaturas ocorreu no dia 5 de outubro, primeiro turno das eleições municipais. A primeira foi durante a primeira semana de setembro.

Depois do encerramento das eleições, caso não consiga coletar as 1,3 milhão de assinaturas, a campanha continuará até atingir seu objetivo.