Justiça apreende dois ônibus com eleitores no Amapá

Portal Terra

SÃO PAULO - A Justiça Eleitoral apreendeu dois ônibus que levavam eleitores para o município de Itaubal, no Amapá. Segundo os passageiros, eles iriam participar de um comício e uma passeata do candidato a prefeito José Serafim Picanço (PP). A apreensão aconteceu após uma denúncia feita por telefone.

Ao saber da queixa, o juiz da 10ª Zona Eleitoral, Marconi Marinho Pimenta, contatou imediatamente a Polícia Federal, que se dirigiu ao local e fez a apreensão dos veículos. Picanço foi preso em flagrante e encaminhado ao cartório para prestar esclarecimentos.

O candidato estava com R$ 5 mil e disse que o dinheiro seria usado para pagar os funcionários da Câmara de Vereadores, a qual ele preside. Porém, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), as notas estavam sendo repassadas para os passageiros.

Todos foram encaminhados à Casa da Cidadania para averiguações. Se constatada a fraude, os eleitores terão os títulos cancelados.

Títulos irregulares

As primeiras averiguações mostram que a maioria das pessoas vota em Itaubal, mas reside em Macapá. A Justiça Eleitoral ainda verifica se as transferências foram feitas há pouco tempo, uma vez que a região tem alto índice de irregulares nos títulos.

- No sábado, a polícia começa a barreira para impedir a passagem de qualquer suspeita que possa comprometer as eleições - garantiu o juiz.