Bruno Senna se diz preparado para Fórmula 1

Portal Terra

LONDRES - Vice-campeão da Fórmula GP2 de 2008, Bruno Senna admitiu que se sente preparado para receber uma chance na Fórmula 1. Embora reconheça que não será fácil compensar o déficit de milhagem de uma carreira iniciada apenas no segundo semestre de 2004, o piloto leva fé em seu potencial.

- Aprender muita coisa em pouco espaço de tempo não será novidade para mim, justifica.

A confiança de Bruno foi comentada pelo chefe da iSport, equipe defendida pelo brasileiro neste ano.

- Bruno continuará evoluindo e será ainda mais bem-sucedido na Fórmula 1, prevê o inglês Paul Jackson.

- Se eu tiver a chance de ser titular, o que inclui a tarefa de desenvolver o carro e o envolvimento com a equipe, cada quilômetro rodado será valioso e poderei acelerar meu aprendizado. Para ser sincero, não será uma situação nova para mim. Tem sido assim desde que cheguei à Europa, afirmou o piloto.

A campanha de Bruno Senna, que completará 25 anos em meados de outubro, deixou Jackson com a convicção de que o tão sonhado título não se materializou por motivos fora do controle do seu piloto.

- Foram 20 ou mais pontos que deixaram de ser coletados pelas razões mais diversas - recordou o dirigente, relacionando os incidentes que complicaram a vida de Bruno e o deixaram a 11 pontos do campeão Giorgio Pantano: o atropelamento de um vira-lata na Turquia, a quebra da embreagem na França, a pane seca em Valência e uma polêmica punição com passagem pelos boxes quando liderava na Bélgica.

- Cresci muito como piloto, em termos de regularidade e tomada de decisões estratégicas. Melhorei minha capacidade de entrosamento com a equipe e isso trouxe resultados positivos. Tenho dedicado cada vez mais atenção à preparação física, o que tem me ajudado a ser mais veloz no qualifying e consistente nas corridas, comentou Bruno.

Em contrapartida, o segundo lugar na estréia em Barcelona e as vitórias em circuitos que se confundem com a história do automobilismo se transformaram nos destaques do campeonato.

- Mônaco revelou ao mundo o seu amadurecimento e que ele deve ser visto como um piloto de alto nível. Em Silverstone, foi notável como dominou completamente a corrida com pista molhada, aplaude Jackson.

Bruno permanece em Londres, onde mora desde que deixou o Brasil para correr atrás de um sonho de infância. Admite contatos e o interesse de quase todas as equipes (as exceções são Renault, Red Bull e Ferrari) algo surpreendente para uma trajetória ainda tão curta no automobilismo, e que a prioridade é encontrar um posto de titular em 2009, ainda que o desfecho favorável não dependa apenas dele.