Eduardo Paes anuncia a reativação da antiga Maternidade Leila Diniz

JB Online

RIO - Em visita ao Hospital Raphael de Paula Souza, em Curicica, o candidato a prefeito pelo PMDB anunciou a reativação da antiga Maternidade Leila Diniz, caso seja eleito. Além da construção do Hospital da Mulher (uma unidade para partos de alto risco e tratamentos de complexidade elevada) e de uma maternidade em Campo Grande.

As maternidades municipais atendem mais de 40 mil mulheres por ano. De acordo com Eduardo Paes o que impressiona mais é saber que o Rio possui a maior taxa de mortalidade materna entre as capitais das Regiões Sul e Sudeste patamar, pelo menos, duas vezes maior que o tolerável pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

- É fundamental que a mulher saiba com antecedência em que maternidade irá dar à luz, qual a equipe médica e o profissional que a acompanharão nessa hora. É o mínimo que se pode exigir de um atendimento digno afirmou Eduardo Paes, embora 50% das gestantes cariocas façam o atendimento pré-natal em postos de saúde do município, isso não lhes garante uma vaga na hora do parto.

De acordo com o candidato, o Hospital Raphael de Paula Souza - Especializado no tratamento de tuberculose e de portadores do vírus HIV - é hoje um resumo do descaso da prefeitura do Rio com a saúde da população.

- Esse hospital já foi referência, mas desde que foi municipalizado há mais de dez anos, nunca passou por um processo de reforma. Há infiltração em todas as salas, falta de pintura e o chão está no cimento, o que é inaceitável para um hospital - disse Eduardo Paes.

Acompanhado pelo médico Flávio Tannure, diretor do hospital, Eduardo Paes percorreu a unidade e conversou com pacientes.

- Antes haviam aqui 1.000 leitos; hoje são 100, o que é muito pouco para a demanda da região de Curicica e dos bairros próximos. O que vemos aqui é um resumo do caos no sistema de saúde do município. Essa é a prova de que estamos certos em priorizar a saúde em nosso programa de governo - observou o candidato.

O candidato assumiu o compromisso de priorizar a saúde em sua administração e avisou que investirá pelo menos 20% dos recursos próprios do município nesta área.