Nelsinho não se ilude com pódio na Alemanha

Portal Terra

ESPANHA - Apesar de ter conquistado o pódio no Grande Prêmio da Alemanha, Nelsinho Piquet garante que o bom resultado não muda o modo de encarar as próximas corridas nem o torna um piloto mais forte.

Ainda que a segunda posição, disparado o melhor resultado de sua temporada de estréia na F-1, tenha dado maior visibilidade ao piloto, ele garante que se avalia da mesma forma de antes.

- O desempenho é o mesmo antes ou depois disso, afirmou em entrevista ao site inglês Autosport.

- A cada corrida estou aprendendo um pouco mais, explicou o brasileiro, que teve dificuldades para fazer sua Renault render nas primeiras provas do ano.

- Mas se o carro quebrasse duas voltas antes do fim, ninguém teria dito nada, não diriam que eu melhorei e nada teria mudado, comenta.

O jovem piloto de 22 anos argumenta que suas credenciais não podem ter aumentado em tão pouco tempo.

- Seria estúpido dizer que as coisas mudaram porque eu tive um pouco de sorte. Todos pensam que eu me tornei um piloto melhor, mas essas coisas não acontecem, ressalta Nelsinho.

Apesar das ressalvas, ele reconhece que o resultado serviu para diminuir a pressão.

- No fim do ano os números que vão contar no papel são a quantidade de pontos e pódios. Então dá um pouco de alívio, mas não fiz nada diferente. Obviamente tive um pouco de sorte e é sempre bom terminar no pódio no meu ano de estréia porque muitos pilotos não conseguiram fazer isso. Porém, quero mais do que isso, sempre penso que posso fazer mais, conclui.