Mosley ganha indenização na Justiça contra jornal

Portal Terra

LONDRES - O britânico Max Mosley, presidente da FIA (Federação Internacional do Automóvel), venceu a batalha na Justiça que travava contra o jornal News of the World pela matéria publicada no fim de março em que era acusado de participar de uma orgia sexual com suposta temática nazista.

O juiz do caso determinou que o dirigente recebesse 60 mil libras (cerca de R$ 189 mil) da publicação pelos danos à sua imagem, mais os custos do processo, que segundo o site da revista Autosport podem chegar a 1 milhão de libras (cerca de R$ 3,1 milhões).

Depois da publicação da matéria, Mosley sofreu forte pressão para abandonar o posto de presidente da FIA. Em uma votação secreta, o inglês ganhou o "voto de confiança" da maioria dos membros da entidade reunidos durante Assembléia Geral em Paris, no dia 3 de junho, para que continuasse no cargo.