Felipe Massa lutará pela liderança em Silverstone

Agência AFP

SILVERSTONE, INGLATERRA - O brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, tentará neste domingo, no circuito de Silverstone, palco do Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula-1, uma nova vitória, que consolide sua liderança no atual campeonato, que já teve quatro líderes diferentes.

Depois do finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), do britânico Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes) e do polonês Robert Kubica (BMW Sauber), Massa assumiu a primeira colocação do Campeonato Mundial no Grande Prêmio da França, há duas semanas.

Massa, o primeiro brasileiro a liderar um Mundial desde Ayrton Senna em 1993, espera manter-se na posição por um longo período. ]

- Já tivemos quatro líderes distintos e as coisas podem mudar muito rapidamente, temos que continuar trabalhando para ficar na frente - disse o brasileiro, acrescentando: - meu objetivo, como sempre, é vencer. Mas não será fácil porque anunciam chuvas. Se não pudermos ganhar, teremos que pontuar o máximo possível -

Com 48 pontos, Massa tem apenas dois pontos de vantagem sobre Kubica, o mais constante, embora seja o menos preparado dos quatro. Seguem Raikkonen, com 43 pontos, e Hamilton, com 38, que há duas corridas não pontua (Canadá e França).

- Ninguém se destacou, venho de dois zeros, mas os pilotos da Ferrari também já passaram por isso - lembra Hamilton, que cravou o melhor tempo dos treinos privados da semana passada em Silverstone.

- Creio que a constância será primordial. Só estou a dez pontos de Massa e, matematicamente, posso até anular (a diferença) em uma única corrida - explicou.

O britânico também lembrou que no ano passado, Kimi Raikkonen conquistou o Mundial depois de tirar 17 pontos de diferença em duas provas.

- Restam 10 Grandes Prêmios, 100 pontos. Está tudo por jogar e estou pronto - insistiu.

No circuito de Silverstone, Hamilton contará com todo o apoio da torcida.

- É lógico que quero ganhar este Grande Prêmio. É um dos meus objetivos nesta temporada. Não sei em que medida influi, mas correr diante de sua torcida é mais uma motivação - acrescenta Hamilton.

Outro favorito, Raikkonen, terá que utilizar um novo motor após o problema no escapamento no Grande Prêmio da França. Frustrado por ter deixado escapar um triunfo que estava em suas mãos, o finlandês quer reencontrar-se com a vitória em Silverstone, onde ganhou no ano passado.

Kubica não tem ilusões sobre o rendimento de seu carro e espera tirar proveito da chuva.

- Acredito que a distância entre a Ferrari e a McLaren-Mercedes aumentou, mas a chuva pode ter uma grande influência no resultado deste fim de semana - disse o polonês.

A luta voltará a ser renhida entre a Toyota, que subiu ao pódio pela primeira vez na corrida francesa depois de um ano e meio, a Red Bull e a Renault, com o espanhol Fernando Alonso.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais