Wellington Paulista quer assumir responsabilidade de gols na final

Portal Terra

RIO - O Botafogo precisa vencer, por pelo menos dois gols de diferença, o Flamengo para ser campeão carioca neste domingo e o atacante Wellington Paulista, da equipe alvinegra, reconhece sua missão e não foge da responsabilidade.

Mesmo sem marcar há três partidas, o jogador assegura estar confiante e pronto para a partida.

O último gol do atacante aconteceu no primeiro jogo contra a Portuguesa, pela Copa do Brasil. Depois, passou em branco na final da Taça Rio, contra Fluminense, no jogo de volta contra os paulistas e no primeiro jogo da final, diante do Flamengo.

- Todo atacante tem que chamar a responsabilidade para si, especialmente em decisões e quando ele é o artilheiro. Não sou diferente, sei da minha missão. Até o Cuca tem me cobrado, e imagino que a torcida esteja esperando gols - afirmou.

Wellington tem um motivo a mais para dar o sangue nessa decisão. Como acontece com muitos de seus companheiros, ele luta pelo primeiro título na carreira.

Segundo a atacante, é justamente esse apetite que precisa estar presente na atitude do Botafogo quando entrar em campo. Algo que faltou no último domingo.

A necessidade de mudança na postura da equipe foi assunto durante toda a semana no clube e ganhou atenção especial na conversa de 45 minutos do técnico Cuca com os jogadores antes do treino da última quinta, no Caio Martins. Pelo discurso de Wellington Paulista, todos entenderem o recado.

- O Flamengo teve mais vontade do que a gente, não sei dizer a razão. Garanto que vamos ter uma postura mais aguerrida, com mais determinação. Será a volta do Botafogo que chegou até essa final - decretou.