Pilotos vão pedir alteração no circuito de Barcelona

Portal Terra

BARCELONA - A associação que reúne os pilotos da Fórmula 1 (GPDA, na sigla em inglês), vai pedir à Federação Internacional do Automóvel que aumente a área de escape da curva 9 do circuito de Barcelona, na Espanha, local onde o finlandês Kimi Raikkonen, da McLaren, sofreu forte acidente na corrida do último domingo.

- Precisamos aumentar a área de escape naquele ponto. Sebastien Bourdais (da Toro Rosso) também teve um acidente naquele ponto durante um teste, e precisamos dar uma olhada nisso. A saída da curva é boa, mas a parte da entrada não é tanto assim. Se você tiver um problema na aproximação, não há espaço suficiente - declarou Mark Webber, da Red Bull, diretor da associação, ao site da revista Autosport.

O piloto ainda comentou sobre os momentos que se seguiram ao acidente de Kovalainen e a apreensão dos pilotos que, de dentro do carro, queriam informações sobre a saúde do colega.

- Foi bom que os médicos nos deram sinais positivos quando passamos pelo local do acidente. Isso foi um alivio, porque você nunca sabe se o piloto acidentado está bem ou não. Não víamos algo assim desde o acidente de Robert Kubica (no GP do Canadá de 2007). Mas foi fantástico ouvir que ele estava acenando para o público - finalizou.

Depois de ser retirado do carro, Kovalainen foi levado para um hospital de Barcelona, onde permaneceu em observação durante a noite, antes de ser liberado no dia seguinte.