Massa chega ao Barein precisando repetir vitória de 2007

REUTERS

MANAMA - Felipe Massa, da Ferrari, precisa repetir no próximo domingo, no Barein, sua vitória de ponta a ponta no ano passado para silenciar seus críticos, depois de um começo ruim nesta temporada da Fórmula 1.

Enquanto o piloto Lewis Hamilton, da McLaren, lidera a disputa com 14 pontos, a três do atual campeão mundial, Kimi Raikkonen, também da Ferrari, e de Nick Heidfeld, da BMW Sauber, Massa ainda não marcou ponto nenhum.

Na primeira prova do ano, na Austrália, o piloto teve um problema mecânico. Na segunda, na Malásia, perdeu o controle do carro, após ter largado na pole.

Apesar de ainda ter dois anos de contrato com a Ferrari para cumprir, o brasileiro viu-se obrigado a ouvir boatos frequentes sobre seu futuro e sugestões de que o bicampeão mundial Fernando Alonso, atualmente na Renault, poderia substituí-lo.

Ainda que o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, tenha afastado essa possibilidade, deixou claro que espera uma melhora da parte de Massa no Grande Prêmio do Barein.

- Felipe Massa não está, de forma nenhuma, sendo avaliado para saber se continuará ou não conosco - afirmou Montezemolo ao jornal Gazzetta dello Sport. - Na verdade, nós da Ferrari contamos com a melhor dupla de pilotos do mundo.

- Espero uma grande corrida de Felipe no Barein depois de sua maravilhosa fase de classificação na Malásia.

O brasileiro já se viu em uma situação semelhante ao desembarcar nesse país do Oriente Médio. Em 2007, em meio a críticas dos meios de comunicação, e após duas corridas nas quais não se saiu bem, Massa venceu no Barein e surgiu como candidato ao título.

- Esse não é o começo de temporada com que eu sonhava - afirmou na semana passada. - Nas próximas corridas, espero conquistar todos os pontos que perdi em dois grandes prêmios.

A Ferrari, atual campeã da corrida de construtores, e a Renault são as únicas equipes a terem vencido no Barein desde que essa pista entrou no circuito da Fórmula 1, em 2004. E a escuderia italiana dispõe de vários dados sobre a pista acumulados durante a temporada de testes realizada ali.

- No Barein, vamos experimentar alguns elementos aerodinâmicos novos - afirmou Aldo Costa, diretor técnico da Ferrari.

- E continuaremos de olho na confiabilidade, especialmente da parte do motor. A esse respeito, neste momento, Massa deve correr com o mesmo motor usado na Malásia, mesmo que talvez possamos mudá-lo, já que ele não conseguiu terminar aquela corrida.

Hamilton, que venceu na Austrália, mas chegou apenas em quinto lugar na Malásia, afirmou aguardar com ansiedade o momento de regressar ao Barein, prova na qual ficou em segundo lugar em 2007.

- Adoro correr no Barein. Esse é um dos circuitos que aguardo com ansiedade, como o de Mônaco e o de Spa - afirmou o piloto britânico, 23.