Julgamento não tira a concentração de Bruno, goleiro do Flamengo

JB Online

RIO - Um dos destaques do Flamengo na temporada, o goleiro Bruno será julgado amanhã pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por ter se envolvido em uma suposta confusão no clássico contra o Botafogo, no dia 16 de março. O camisa 1 da Gávea se diz tranqüilo, e com a cabeça apenas no clássico de domingo, contra o Vasco.

- Não estou preocupado com o julgamento. Em primeiro lugar estou pensando no Vasco, porque é um clássico e sempre vai ser importante conseguirmos vencer um adversário de rivalidade histórica. O julgamento eu deixo na mão das pessoas competentes para isso. Na minha opinião não fiz nada, não posso ficar me lamentando ou chorando. Há pessoas competentes para tratar desse assunto.

O jogador aproveitou a oportunidade para esclarecer que não agrediu o jogador Wellington Paulista em nenhum momento.

- O Wellington Paulista é um garoto que admiro muito, tanto que conversamos muito na final da Taça Guanabara e eu o consolei após a derrota do Botafogo. Espero que ele seja muito feliz na profissão, porque está mostrando que tem talento para conseguir isso. Algumas pessoas de fora não entendem que também pode haver amizade entre as pessoas fora de campo. Muitas coisas que acontecem durante um jogo fazem parte do futebol.

Na entrevista coletiva depois do treinamento de hoje de manhã, na Gávea, Bruno fez questão de dizer que o Flamengo não pode escolher adversário na semifinal da Taça Rio.

- O Flamengo precisa pensar em vencer os seus jogos, independentemente dos adversários. Demos o primeiro passo conquistando a Taça Guanabara, mas os três concorrentes são muito fortes e têm provado isso a cada jogo que passa.