Montenegro, indignado com procurador do TJD/RJ,, o chama de palhaço

JB Online

RIO - O vice de futebol do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro, está indignado com o procurador do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro. O dirigente acha que os jogadores do Flamengo Bruno, Toró, Obina e Jõnatas já deveriam ter sido indiciados.

- Acho isso uma vergonha! Denigre o futebol do Rio de Janeiro. É muito ruim. No outro jogo em menos de 12 horas este procurador indiciou cinco jogadores do Botafogo e o nosso técnico. Nesta partida, ele está enrolando porque não está sabendo como não punir o goleiro Bruno, que agrediu o Wellington Paulista, algo mostrado nas imagens. Eu já o chamei de cara de pau. Agora, o chamo de palhaço e acho que deveríamos ir para o tribunal com nariz de palhaço. É uma vergonha! - ressalta Montenegro.

O vice de futebol do Botafogo continua a reclamar muito do procurador do TJD/RJ:

- Ficou claro que são dois pesos e duas medidas. Não foi oreciso nenhuma súmula naquele jogo da final da Taça Guanabara. Em menos de 12 horas, ele indiciou o Ferrero por jogada violenta e o Ferrero não estava nem citado na súmula. Ele também indiciou o Jorge Henrique após imagens da televisão. É uma vergonha a covardia do Toró ao chutar o Castillo, a do Jônatas, a do Bruno e a do Obina - frisa.