Vasco vence Friburguense e Romário deixa o clube

JB Online

RIO - Apesar de em crise, com a saída de Romário, o Vasco venceu o Friburguense por 2 a 0, nesta quarta-feira, em São Januário, e manteve as chances de se classificar para as semifinais da Taça Guanabara.

Aborrecido pela decisão de escalação de Alan Kardec, o Baixinho deixou o clube. Não é mais técnico nem jogador do Vasco.

O Vasco entrou em campo surpreendentemente com Ala n Kardec e não com Abuda, como pretendia o então técnico Romário. Algo que tinha ficado claro no treino última terça-feira. E o time não jogou bem. Encontrou sérias dificuldades para penetrar na defesa do Friburguense.

O time não conseguiu fazer o gol nem depois da expulsão de Everton, do Friburguense. Confuso e pouco eficiente no aspecto ofensivo. Pouco criou e acabou terminando o primeiro tempo por 0 a 0.

O Vasco voltou com três atacantes (Alex Teixeira, Alan Kardec e Abuda, que entrou no lugar de Beto). E logo no início do segundo tempo, o time de São Januário quase marcou, através de Leandro Bonfim, em cobrança de falta. Adriano espalmou à córner. A pressão aumentou.

Quando a torcida do Vasco já vaiava Alan Kardec, Abuda fez boa jogada e Alex Teixeira, de carrinho, quase marcou. Pouco depois, Calsto sofreu pênalti. Morais bateu e marcou, aos 18 minutos. E Calisto o segundo, aos 22.

A pressão continuou e Wagner Diniz acertou a trave. Pouco depois foi marcado pênalti para o Friburguense, mas Roberto defendeu. E apesar de ter pressionado, o Vasco não conseguiu fazerr mais gols. O time venceu, mas Alan Kardec deixou o campo muito vaiado. Afinal, o atacante acabou sendo o pivô da saída de Romário.

O Vasco jogou com Roberto; Wagner Diniz, Eduardo Luiz, Jorge Luiz e Calisto; Jonilson, Beto (Abuda), Leandro Bonfim e Morais; Alex Teixeira (Bruno Meneghel) e Alan Kardec.