Turista deve se vacinar contra febre amarela até hoje

JB Online

RIO - Hoje é o último dia para que brasileiros que viajarem para as áreas de risco no feriado de Carnaval se vacinem contra a febre amarela e garantam a imunização máxima antes de chegar ao destino. Após a vacinação, são necessários 10 dias para que o organismo esteja protegido.

O Ministério da Saúde aplica a vacina gratuitamente em postos de saúde de todos os municípios do Brasil. As doses também estão disponíveis nas salas de vacinação em portos, aeroportos e fronteiras. A vacina é considerada muito segura e imuniza por 10 anos.

Segundo informações do Ministério da Saúde, as pessoas que já foram vacinadas há mais de 10 anos, devem tomar uma dose de reforço e seguir viagem, não sendo necessário esperar 10 dias para garantir sua proteção.

As pessoas vacinadas em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) recebem um comprovante de vacinação, o Cartão Nacional de Vacinação, que é válido em todo o território nacional. As autoridades recomendam que o comprovante da vacina deva fazer parte da bagagem dos turistas.

No Brasil, os locais de risco são as regiões de matas e rios das seguintes regiões: todos os Estados da Região Norte e Centro-Oeste, bem como parte da Região Nordeste (Maranhão, Sudoeste do Piauí, Oeste e extremo-sul da Bahia), Região Sudeste (Minas Gerais, Oeste de São Paulo e Norte do Espírito Santo) e Região Sul (Oeste dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

Para viajantes que vão sair do país, vindo ou indo para áreas infectadas, a vacinação contra febre amarela é a única exigência sanitária, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Alguns países da América do Sul e da África exigem o Certificado Internacional de Vacinação-CIV, de cor amarela. Para efetuar a troca do cartão de vacinação, deve-se procurar um dos postos da Anvisa em qualquer um dos portos, aeroportos, passagens de fronteiras ou sedes da coordenação em todo o território nacional.

Apenas o portador poderá solicitar a substituição do cartão, comparecendo ao posto de troca munido de documento oficial com fotografia: carteira de identidade, passaporte ou cédula profissional. É necessária a apresentação da certidão de nascimento para menores de idade.

Com informações do Portal Terra.